O que faz a nova geração da Nissan Frontier ser mais forte e leve do que nunca?

Apresentada no 29º Salão de São Paulo, a nova Frontier conta com estrutura reforçada que amplia a robustez e colabora no menor consumo de combustível

São Paulo – Um dos pontos fortes da 12ª geração da Nissan Frontier, oficialmente apresentada aos brasileiros na 29ª edição do Salão do Automóvel de São Paulo, é seu novo chassi. Mais leve e ainda mais reforçado, o "esqueleto" do utilitário é item fundamental que garante sua excelente performance em consumo e a robustez e o conforto para o uso diário nos diversos tipos de pavimento.

O chassi de alta resistência da Nissan Frontier foi projetado para suportar um uso diário intenso. Feito com uma peça de aço reforçado para aumentar a sua durabilidade, é quatro vezes mais resistente graças às novas mudanças estruturais. Uma delas está no tipo de construção em "duplo C", que melhora a rigidez da carroceria e evita danos ao veículo causados ​​por fontes externas. Com oito barras transversais, o chassi conta um outro sobreposto por dentro com soldas contínuas, solução chamada de duplo "C". Assim, o veículo fica ainda mais resistente às tensões de torção tão normais para veículos deste segmento.

Outra melhoria importante na nova Nissan Frontier está no peso da carroceria e do chassi, que foi significativamente reduzido. Suas propriedades mecânicas e físicas ajudam a estabilizar o veículo, a fim de tornar as viagens mais confortáveis. A carroceria é fabricada com aço de alta resistência, tecnologia empregada pela Nissan em seus veículos para atingir melhores níveis de consumo e, ao mesmo tempo, aumentar a rigidez.

A nova Nissan Frontier incorpora uma suspensão multilink com um eixo sólido, que oferece melhor performance nas manobras contra forças externas na estrada. Ele também dá maior estabilidade sem sacrificar a capacidade de carga em qualquer terreno. Esta suspensão reduz as vibrações, melhorando assim o conforto em comparação com as tradicionais suspensões de mola neste tipo de veículos. Melhorias que se traduzem em uma melhor experiência de condução e maior durabilidade e conforto.

Apesar de ser um produto global, a nova Nissan Frontier foi exaustivamente testada no Brasil para adaptar o utilitário da melhor forma possível às condições do pavimento brasileiro. Em todos os mercados nos quais o produto foi lançado, a Nissan teve a mesma preocupação.