Nissan cria triciclo de titânio de vanguarda para o tricampeão paralímpico David Stone
  • Nissan, em colaboração com o instituto Inglês de Esporte (EIS), desenhou e construiu um triciclo para o atleta paraolímpico britânico, David Stone, reconhecido com a ordem do império britânico MBE
  • O novo triciclo de titânio, 18% mais leve, é um desenvolvimento pioneiro da Equipe de Inovação do Centro Técnico da Nissan Europa (NTCE)
  • A Nissan Grã Bretanha também contribuiu com outros projetos esportivos, incluindo a assistência no desenvolvimento de rolamentos e aderência das cadeiras de rodas e luvas

Londres, Reino Unido – A Nissan usou sua experiência automotiva para apoiar o desempenho de David Stone, membro do Império Britânico (MBE), tricampeão paralímpico e oito vezes campeão Mundial, na sua busca pela vitória. Em colaboração com o Instituto Inglês de Esportes (EIS) e o Ciclismo Britânico, a equipe de inovação do Centro Técnico da Nissan Europa (NTCE) tem usado sua experiência em engenharia e inovação para desenvolver um novo triciclo. 

A Equipe de Inovação Nissan iniciou o projeto em 2014, seguindo muitos dos procedimentos envolvidos na concepção de um carro. Depois de escanear a laser 3D o triciclo que David possuía na época, um processo normalmente reservado para criar modelos de barro, a equipe do departamento de design da Nissan Europa estabeleceu que o novo triciclo seria mais leve que o de aço híbrido/carbono e sua posição de condução mais baixa para melhorar significativamente a velocidade e estabilidade.

A equipe escolheu o titânio de grau 9 para criar o novo triciclo, conseguindo uma redução de peso de 18%. Seu foco seguiu a mesma filosofia de material e conceitos básicos que é aplicada ao sistema de escapamento de titânio leve utilizada no Nissan GT-R NISMO. Da mesma forma que um motorista do Nissan GT-R perceberia a redução de peso e a melhor aceleração, David perceberá que seu novo triciclo agora pode acelerar mais rápido na linha de largada e na saída das curvas lentas.

Usar titânio ao invés do aço também permitiu à Nissan endurecer o quadro, que é a chave para a transferência da potência entre o piloto e a pista. Para medir a rigidez do triciclo atual do David, a análise modal altamente especializada foi realizada por engenheiros da Nissan, no qual os sensores são colocados por meio do quadro para medir a sua ressonância. O Nissan GT-R NISMO também foi testado e desenvolvido utilizando o mesmo método.

A Nissan também descobriu que o triciclo original de David tinha construído a partir de um quadro de bicicleta padrão anexado a um kit de conversão de triciclo de aço pesado, impactando seu desempenho. Usando ferramentas de Inovação digital 3D, a Equipe Nissan desenvolveu um projeto de triciclo totalmente integrado, que incorpora um sistema de acionamento duplo. Isso permite que ambas as rodas possam ser movidas de forma independente como acontece no sistema da traseira dos carros.

Ao longo do processo, a Nissan também adotou outras técnicas, tais como o teste de "downhill" do triciclo em uma pista – similar à utilizada para calcular a eficiência aerodinâmica dos carros – e permitiu que David acessasse a câmara térmica que o preparou para as altas temperaturas do Rio de Janeiro durante seu treinamento.

Alec Patterson, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Projeto, que liderou o time de especialistas em inovação do Centro Técnico da Nissan na Europa (NTCE), explica: "A Nissan inicialmente discutiu com o EIS as formas que poderíamos utilizar nossas expertises em desenvolvimento de engenharia para o benefício dos atletas paralímpicos. O Projeto Trike (um modelo de bicicleta de três rodas) de David Stone foi escolhido por ter potencial de aprimoramento significativo e poder se beneficiar diretamente da nossa vasta experiência com produção e design de veículos".

David Stone comentou: "Estes anos trabalhando com Alex e o time de Inovação da Nissan em Cranfield têm sido muito empolgantes. Eu nunca imaginei que poderia ter acesso a um time de especialistas em engenharia que criaria algo específico para mim. Estou ansioso para andar na minha nova trike no Rio e deixar todos os britânicos orgulhosos".

Além do Projeto Trike, a Nissan Grã-Bretanha também forneceu consultoria ao EIS em vários outros aspectos sobre como o equipamento esportivo poderia ser otimizado. Isto incluiu suporte na identificação de um novo tipo de rodas para cadeira de rodas para o aquecimento dos atletas, feedback em relação a materiais para as luvas dos atletas de cadeiras de rodas e percepções de quais seriam os melhores tipos de materiais aderentes para as rodas das cadeiras de rodas em diversas condições.

A Nissan também ofereceu suporte ao velocista em cadeira de rodas, Richard Chiassaro, ao dar a ele uma nova cadeira de rodas após o atleta ter tido a sua vandalizada em Dezembro de 2015.

Sobre a Nissan na Europa 
A Nissan tem uma das presenças mais abrangentes na Europa entre todos os fabricantes estrangeiros, empregando mais de 17.000 pessoas distribuídas pelas operações de design, pesquisa e desenvolvimento, produção, logística, vendas e marketing. Em 2015, as instalações fabris da Nissan no Reino Unido, Espanha e Rússia produziram mais de 635.000 veículos, desde automóveis compactos, a crossovers premiados, SUVs, veículos comerciais e veículos elétricos; incluindo o Nissan LEAF, o veículo elétrico mais vendido do mundo. Com o objetivo de alcançar zero emissões e zero morte na estrada, a Nissan anunciou recentemente a sua visão de Mobilidade Inteligente. Concebida para orientar o desenvolvimento de produtos e tecnologias da Nissan, esta abordagem de 360 graus ao futuro da mobilidade guiará as decisões da companhia sobre como os automóveis se moverão, como serão conduzidos e como se integrarão na sociedade. A Nissan está posicionada para se tornar a marca asiática mais desejável na Europa.

 

# # #

Sobre a Fundação Gol de Letra
Criada em 1998, a Fundação Gol de Letra trabalha com conceito de educação integral, desenvolvendo programas e projetos com atividades de esporte e lazer, expressão oral e escrita, cultural, artística e corporal, educação para o trabalho e desenvolvimento local. Com atuação na Vila Albertina, em São Paulo, e no Caju e Barreira do Vasco, no Rio de Janeiro, a Fundação atende crianças, adolescentes e jovens, aliando práticas educacionais e de assistência social ao desenvolvimento comunitário e de suas famílias. Desde 2009, a Gol de Letra trabalha com a área de Disseminação, realizando capacitações e implementando projetos baseados em sua metodologia. As ações já passaram por dez comunidades brasileiras nos estados de Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Goiás, no Distrito Federal e em Guiné-Bissau.

Nissan no Brasil
A Nissan, uma das maiores fabricantes de veículos do mundo, está presente no Brasil desde 2000 e opera hoje com mais de 160 concessionárias em todos os estados do País. A empresa produz automóveis na fábrica da Aliança Renault Nissan, em São José dos Pinhais, no Paraná, desde 2002, e investiu R$ 2,6 bilhões na construção de seu Complexo Industrial próprio em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Esta unidade industrial foi inaugurada em abril de 2014 e tem a capacidade de produzir 200 mil carros e 200 mil motores por ano. Atualmente, a unidade industrial fabrica o Nissan March e o Nissan Versa e os motores flexfuel 1.0 12V e 1.6 16V.

A Nissan do Brasil é patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A parceria contempla o fornecimento de cerca de 4.200 veículos de diversos tipos que irão atender às necessidades dos Jogos e do Time Brasil. Além da parceria com o evento, a Nissan também patrocina o Revezamento das Tochas Olímpica e Paralímpica Rio 2016. A participação da Nissan nos Jogos Rio 2016 se dá, ainda, por meio do Time Nissan, programa de mentoria a 31 atletas brasileiros que buscam classificação e destaque nos primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos sediados no Brasil. São mentores do grupo Hortência Marcari, maior ídolo do basquetebol feminino brasileiro, e Clodoaldo Silva, dono de 13 medalhas em Jogos Paralímpicos.

Instituto Nissan
Entidade criada em junho de 2013 para reunir as ações de responsabilidade social da Nissan do Brasil. É a primeira instituição desta natureza em todos os países em que a Nissan atua. O Instituto Nissan tem como pilares fundamentais a promoção da mobilidade, da sustentabilidade e da comunidade e visa à educação como forma de contribuição para o desenvolvimento da sociedade. Sua missão é valorizar e transformar vidas por meio da promoção gratuita de educação, capacitação profissional, saúde, meio ambiente e assistência social.

Nissan Motor Co. 
A Nissan é uma produtora de veículos mundial que vende mais de 60 modelos sob as marcas Nissan, Infiniti e Datsun. No ano fiscal 2015, a companhia vendeu mais de 5,4 milhões de veículos globalmente, gerando uma receita de 12,9 trilhões de ienes. A Nissan desenvolveu, produz e comercializa o veículo 100% elétrico mais vendido do mundo, o Nissan LEAF. A sede global da Nissan, em Yokohama, no Japão, gerencia as operações em seis regiões: Ásia e Oceania; África, Oriente Médio e Índia; China; Europa; América Latina e América do Norte. A Nissan tem uma força de trabalho global de 247,500 mil funcionários e é associada à fabricante francesa Renault, formando a Aliança Renault-Nissan desde março de 1999. Para mais informações sobre nossos produtos, serviços e compromisso com a mobilidade sustentável, visite nosso website: http://www.nissan-global.com/EN/.